Curadoria Vegetal

 

 

Os recursos genéticos são a parte da biodiversidade que tem valor atual ou potencial para a humanidade. São fundamentais para a segurança alimentar e nutricional, e fornecem elementos essenciais para a qualidade de vida das pessoas. Constituem-se na matéria-prima da qual o mundo depende para garantir a alimentação, agricultura, pecuária, silvicultura e agroindústria.

Na Embrapa, os recursos genéticos vegetais para a alimentação e a agricultura são mantidos em 165 Bancos Ativos de Germoplasma, estabelecidos nas diferentes regiões do Brasil e organizados por grupos de produtos (cereais; oleaginosas, fibrosas e leguminosas; hortaliças e condimentares; forrageiras; frutíferas; medicinais, aromáticas, corantes e inseticidas; ornamentais; florestais; palmeiras; raízes e tubérculos). A manutenção dos recursos genéticos em Bancos Ativos de Germoplasma é chamada de conservação ex situ.

Além disso, considerando a diversidade dos sistemas agrícolas no país, também são desenvolvidas ações de conservação in situ/on farm (manutenção de recursos genéticos em propriedades rurais e áreas naturais). A conservação in situ compreende o uso, o manejo e a restauração de espécies de interesse econômico e dos agroecossistemas associados. É parte fundamental do sistema de conservação de recursos genéticos do Brasil, pois assegura a continuidade de processos evolutivos resultantes da interação com o ambiente, permitindo a manutenção e ampliação de variabilidade genética das espécies, importante para adaptação às mudanças climáticas, sociais e culturais.

Números totais

Número de registros

419

Gêneros

2.006

Espécies

169.519

Acessos

Fonte: AleloVegetal, em 24/04/2024.

 

Para mais informações sobre coleções e bancos de germoplasma vegetal, acesse o sítio AleloVegetal Consultas.